Análise Cinema Oscar 2017

Crítica | Estrelas Além do Tempo

postado por Carol Matheus

Estrelas Além do Tempo é baseado no livro Hidden Figures de Margot Lee Shetterly, e conta a história real da matemática Katherine G.Johnson (com atuação brilhante de Taraji P. Henson, que merecia uma indicação), a primeira engenheira negra americana Mary Jackson (Janelle Monáe) e a primeira supervisora e uma das mentes mais brilhantes da Nasa Dorothy Vaughn (Octavia Spencer),  três mulheres negras revolucionárias que ocupavam posições que são masculinas até os dias de hoje, e foram mais do essências para a Nasa durante a corrida espacial nos anos 1960.


Retratando o racismo de forma delicada e ao mesmo tempo real, são mostrados pequenos detalhes e ações que eram comuns para época e nos dias de hoje são devidamente perturbadores, como por exemplo banheiros especiais para negros, assentos nos ônibus e nas escolas e universidades, e até mesmo bebedouros diferenciados nas ruas.


Indicado à três categorias ao Oscar 2017 (Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Atriz Coadjuvante – Octavia Spencer), o filme tem trilha assinada por Pharrell Williams, uma bela fotografia e direção e é aquele tipo de filme que assistimos sem nenhuma expectativa, porém nos conquista e nos transporta para uma bela película rica de história, conhecimento, inteligência e o mais importante despretensiosa.


Estrelas Além do Tempo estreia em circuito nacional dia 2 de fevereiro. Lembrando que o Oscar 2017 será no dia 26 de fevereiro e vocês conferem em tempo real na página do Facebook do Quero Bacon.
Confira o trailer:

Leia outras críticas.

Sobre o autor

Carol Matheus

Crítica, Redatora, Social media
Apaixonada por cinema e toda sua história e composição, viciada em redes sociais, amante de fotografia analógica e uma formação baseada em séries.

Ei! Deixe seu comentário